seguir por Email







sábado, 28 de janeiro de 2012

Arco-íris


Na imensidão do céu infinito, em um dia lindo de cor de sol,  olhei e vi um arco-íres, que após uma leve garoa, fazia alegria no céu cor de mar.
Olhando para todas as suntuosas cores do arco, uma cor vi que lembrava meu benzinho, gritei bem alto : - Linda cor ! Cor de amor, me diz onde está meu benzinho que perdi e  já não o sei achar...
 A linda cor, cor de amor, sem olhar me respondeu: - me perdoe, mas teu benzinho já se foi,  foi para bem longe onde cor não há, é impossível o achar...
Chorando, chorando...  fui embora sem nem para traz olhar...
 O tempo começou novamente a se fechar ,até cor não haver,  então lembrara do que a cor linda me dissera, meu amor pode então aparecer...
Quando tudo escuro, cor de nada se restara, avistei então meu benzinho... sofrendo muita dor precisando de cor haver, fui correndo ao seu encontro, pensei então como fazer para salvar meu benzinho daquele tempo sem cor, ele porém me olhando disse:
-  Não precisa mais fazer nada, pois a cor que precisava já chegou, tu és meu arco-íres , enche minha vida de cor, se tiveres ao meu lado, cor sempre haverá, fica sempre comigo que meu coração assim viverá.
Olhando para ele prometi jamais o deixar, e que se dependesse de mim cor para ele sempre existirá.
E assim termina essa história que final não haverá pois a alegria é eterna no coração de quem decide amar .
Por Renata Amorim

Um comentário: